Você tem uma viagem programada para Ouro Preto mas gostaria de um pouco mais de aventura? Não se preocupe! A cidade histórica mais famosa de Minas Gerais vai muito além de boa comida, das vielas charmosas e das suas raízes mais conhecidas. Um bom exemplo disso é o Parque das Andorinhas. E basta ler esse post para você confirmar que precisa reservar um tempinho para conhecê-lo.

Parque das Andorinhas em Ouro Preto

O Parque Natural Municipal das Andorinhas – popularmente conhecido como Parque das Andorinhas – , faz parte da Área de Proteção Ambiental da Cachoeira das Andorinhas. O local possui inúmeros atrativos para quem busca um pouco de cachoeiras, piscinas naturais e esportes ao ar livre há poucos quilômetros do centro de Ouro Preto.

É possível ter um dia recheado de aventuras em Ouro Preto. Nós, por exemplo, em apenas poucas horas, visitamos as três Cachoeiras do Parque das Andorinhas e ainda curtimos um mirante. Para aproveitar bem seu passeio no Parque, você precisa se programar.

Como programar bem seu dia no Parque das Andorinhas

Sua primeira parada obrigatória para programar bem o seu dia é o Centro de Informações do Parque. Lá, peça um folhetinho com os dados de todos os passeios no Parque das Andorinhas. Além de informar a distância de cada trilha em metros ou quilômetros, também indica o tempo estimado para concluí-lo. Assim é possível escolher os passeios de acordo com o tempo que tiver disponível.

Centro de Informações Parque das Andorinhas
Centro de Informações Parque das Andorinhas
Folheto com informações das trilhas no Parque das Andorinhas
Folhetinho informativo

 

Uma placa com todos os atrativos do parque é seu ponto de partida. Ela irá orientar o sentido inicial de cada trilha. Você também irá notar que cada destino tem uma cor diferente e o mesmo corresponde com o folheto e as setas no chão à seguir. Basta escolher qual atrativo você quer ver primeiro, de acordo com seu tempo disponível, e seguir as setas da mesma cor no chão.

Ponto de partida para as principais trilhas do Parque das Andorinhas
Placa com direção para as trilhas

Como citei anteriormente, o Parque das Andorinhas possui vários atrativos, como: banhos em diversas cachoeiras, trilhas de nível leve para os pequenos aventureiros e difícil para os mais desbravadores. Enfim, atividades para todos os gostos e idades. Vamos listar aqui os principais passeios dentro do Parque das Andorinhas para vocês confirmarem que vale uma visita.

Cachoeira das Andorinhas

A atração queridinha do Parque das Andorinhas é nada mais, nada menos do que a Cachoeira que leva o nome do Parque. Ela tem esse nome pois no verão é a casa de uma grande quantidade de Andorinhas de coleira.

Para chegar nesse atrativo seguimos as setas amarelas, caminhando por um piso pedregoso e cheio de fendas. Preste bastante atenção pois há risco de cair nessas fendas, então todo cuidado é pouco.

Notamos uns gritos (?) meio abafados. E, assim percebemos que existia algo debaixo de onde estávamos pisando. Mas, o que seria?

Os gritos foram ficando cada vez mais próximos e de repente as setas indicaram uma passagem em uma rocha. Um buraco que só passa uma pessoa por vez. Ficamos curiosos e fomos conferir o que as setas estavam indicando. Então passamos da entrada e fomos surpreendidos com um ventinho frio de arrepiar. Foi aí que “descobrimos” uma cachoeira dentro do que parece ser uma gruta. E os gritos eram de frio das pessoas entrando na água. Rsrs.

Entrada da Cachoeira das Andorinhas no Parque das Andorinhas
Entrada da Cachoeira das Andorinhas

 

O Vini foi conferir a cachoeira e eu, nada boba, fiquei de fotógrafa como desculpa para não encarar a água gelada. Foi um desastre, as fotos ficaram terríveis. Mas dei boas risadas com o povo entrando na água e gritando ao congelar os ossos.

Cachoeira das Andorinhas no Parque das Andorinhas
Cachoeira das Andorinhas

Logo depois de curtir a Cachoeira das Andorinhas, seguimos caminho para a Cachoeira dos Pelados, mas antes disso paramos para ver a famosa Pedra do Jacaré.

Pedra do Jacaré

No Parque das Andorinhas, no caminho de ida/volta para a Cachoeira das Andorinhas (bem na frente da entrada na rocha) você irá notar um mirante. A vista é para uma pedra em formato de cabeça de Jacaré.

Pedra do Jacaré no Parque das Andorinhas
Pedra do Jacaré

A Pedra do Jacaré é um lugar bem perigoso e há risco de queda, que pode ser fatal. Seus arredores e consequentemente o acesso até a cabeça do Jacaré estão cercados. Por isso o mirante, para você apreciar sem correr riscos. Apesar disso, muitas pessoas ultrapassam essa barreira e vão até a pontinha da pedra para tirar fotos. Mas nós ficamos contemplando a Pedra do Jacaré como o Parque programou, de longe, pelo mirante.

Como a natureza é perfeita, né? Parece que o perfil de um Jacaré foi esculpido ali. Muito fantástico!

Seguindo caminho, partiu Cachoeira dos Pelados.

Cachoeira dos Pelados

Agora a trilha para a Cachoeira dos Pelados estava traçada aos nossos pés por setas azuis. A trilha é em descida na maior parte do tempo e levamos em média 20 minutos para concluí-la. Há apenas uma bifurcação, com a trilha para Cachoeira Véu das Noivas, e assim que você passá-la tem um mirante escondido com essa vista:

Mirante na trilha para Cachoeira dos Pelados no Parque das Andorinhas

O porquê desse nome, Cachoeira dos Pelados, eu não sei, mas ainda bem que não vi ninguém pelado ali. Hehehe. Estava com medo de ser uma cachoeira de nudismo. Será que existe isso?

A Cachoeira dos Pelados é divida em duas quedas d’água. Uma parece esconder-se em uma formação rochosa, criando um banho um pouco mais reservado e a outra queda é mais visível. Escolhemos esse local para descansar e comer uns biscoitos com vista para a cachoeira.

Voltamos pela mesma trilha, agora toda em subida, e na bifurcação seguimos para o próximo destino: Cachoeira Véu das Noivas.

Cachoeira Véu das Noivas

Com uma queda de aproximadamente 50 metros e vários poços para banho em seu topo, a Cachoeira Véu das Noivas é um grande atrativo no Parque das Andorinhas.

A partir da bifurcação com a trilha para a Cachoeira dos Pelados são mais 600 metros para chegar ao topo da Cachoeira Véu das Noivas. Dessa vez seguindo as setas laranjas. A trilha é um pouco mais reta do que a da Cachoeira dos Pelados, com alguns trechos em solo lamoso e rochoso. No caminho, quase chegando na planície da cachoeira, você irá passar por uma ponte muito fofa.

Ponte na trilha para Cachoeira Véu das Noivas no Parque das Andorinhas
Ponte na Trilha para a Cachoeira Véu das Noivas

Quando a trilha em mata acabar você estará no topo da cachoeira Véu das Noivas. Na parte de cima são vários poços e se você continuar caminhando nas margens irá chegar na queda d’água. Para ver a queda desde cima você pode posicionar-se em uma pedra com cuidado e inclinar um pouco o corpo pra frente. O Vini disse que a vista é linda, mas eu não tive coragem de ir até até essa pedra para conferir.

Véu das Noivas no Parque das Andorinhas em Ouro Preto

Vista de cima da Cachoeira Véu das Noivas no parque das Andorinhas
Vista de cima da Cachoeira Véu das Noivas

Existe uma trilha para chegar na base da cachoeira do Véu das Noivas, mas é íngrime e em mata fechada.

Então para fechar nosso passeio com chave de ouro, tomamos um banho no poço, onde tinha uma pequena queda d’àgua. Foi bem gelado refrescante!

Poço no topo da Cachoeira Véu das Noivas no Parque das Andorinhas
Poço no topo da Cachoeira Véu das Noivas

Outras trilhas e atrativos no Parque das Andorinhas

Nossa tarde mesmo um pouco limitada foi bem aproveitada. Visitamos essas três cachoeiras do parque, acessíveis por trilhas, e visitamos o Mirante da Pedra do Jacaré. Porém, se você tiver mais tempo, o Parque das Andorinhas tem mais aventuras.

  • Mirante do Vermelhão – Trilha difícil de 1850 metros com dois pontos de observação lindíssimos
  • Poço da Folhinha – Trilha difícil de 2,45 km com o poço, que parece um lago, como atrativo ao final
  • Poço do Baú – 610 metros de trilha fácil
  • Poço das Crianças – 170 metros de trilha muito fácil
  • Prática de esportes como: Boulder, highline, mountain bike e escalada.

Tudo isso e outras informações você pode conferir no portal do Parque das Andorinhas. Clique aqui.

Se não visitamos todos os atrativos do Parque das Andorinhas já temos motivos para voltar, não é mesmo? E você? Já está programando a próxima aventura em Ouro Preto? Espero que inclua o Parque das Andorinhas no Roteiro.

Leia mais!

Planeje sua Aventura com a gente:

Reserve seu hotel em Ouro Preto pelo Booking.com

Faça seu seguro viagem na Seguros Promo e garanta 5% de desconto com o código PROFISSAOAVENTURA5

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva seu comentário aqui
Seu nome aqui

* Checkbox GDPR is required / Regulamento Geral de Proteção de Dados do Usuário

*

Eu aceito/ I agree